O Carvalhal é uma freguesia portuguesa do concelho da Sertã. Encontra-se a 10,8 km da sede de concelho e possui 491 habitantes (Censos de 2021). É atravessada pela mítica Estrada Nacional 2 e é banhada na sua fronteira pelo Rio Zêzere. A freguesia dispõe de um património natural riquíssimo e o seu orago é Nossa Senhora do Amparo.

Poesia no Caminho 2024

No dia 28 de março, o café da Ti Otília encheu para ouvir Nuno Moura e Miguel Calhaz, com o seu contrabaixo. Seguimos depois para o Café do Zé Chico, onde a poesia também se fez ecoar. Agradecemos a presença de todos nesta bonita sessão da iniciativa da Casa de Gigante - Associação Cultural Mandriões no Vale Fértil. Fotografias de Raquel Caetano Lopes

Renovação da pintura dos marcos 333 e 334 da Estrada Nacional 2

A Estrada Nacional 2 (EN2) é a mais extensa estrada portuguesa e atravessa o nosso país de norte a sul. Na freguesia do Carvalhal assinalam-se os quilómetros 332, 333, 334 e 335. Embora a sinalética da EN2 tenha sido intervencionada em 2021, os marcos que sinalizam os quilómetros 333 e 334 não foram abrangidos. A pedido da Junta de Freguesia, o Município da Sertã procedeu este mês à renovação da pintura destes marcos que tanto simbolismo possuem. A EN2 foi um importante veículo de dinamismo social e económico na história desta freguesia, sendo responsável pela abundante vida que outrora reinou no lugar dos Ramalhos. Hoje, a sua beleza continua incontestável, sendo percorrida por milhares de pessoas que nela podem admirar todo o encanto do território carvalhense.

Obras (Viseu Fundeiro e Fontinha) - fase de acabamento

Neste início do mês de março, anunciamos que as obras de alargamento das vias públicas nas localidades de Viseu Fundeiro e Fontinha encontram-se em fase de acabamento. Aguardamos ainda a recolocação dos postes elétricos pelas entidades competentes e o asfaltamento da extensão da via. Agradecemos o apoio do Município da Sertã, bem como o empenho, prontidão e zelo dos seus trabalhadores e dos trabalhadores das empresas de construção contratadas, nas respetivas obras. Obrigada a todos!